As Monjas do Mosteiro Nossa Senhora da Paz vivem a Espiritualidade Beneditina segundo a Ordem de São Bento. Essa espiritualidade alimenta-se em três mananciais da vida no Espírito: a Liturgia, a Lectio Divina (Sagrada Escritura) e a Regra de São Bento.
A comunidade, consciente de que a Eucaristia é o ápice da Liturgia da vida cristão, reúne-se diariamente para a Celebração Eucarística.

Liturgia das Horas
Celebrada sete vezes e continuada pela prece individual através do dia, é um tempo forte da vida de oração das monjas, que manifestam seu apreço por ele através de uma presença ativa e orante. A vida de oração contínua não é uma fuga das realidades diárias, mas o encontrar-se com as verdades da existência humana, no mais profundo do ser. As monjas iniciam seu louvor cedinho (às 4h40!) e enquanto quase toda a cidade dorme, elas já estão de pé orando, agradecendo a Deus pelos dons que Ele concede aos homens e intercedendo em favor deles.
Melodias gregorianas simplificadas e adaptadas ao português permitem a participação dos hóspedes e visitantes e dão ao Ofício do Mosteiro uma beleza pacificante, que introduz facilmente na intimidade de Deus.
Saiba mais sobre a Liturgia das Horas clicando aqui!


Lectio Divina
As monjas consagram diariamente um tempo à leitura meditada da Sagrada Escritura – Lectio Divina - e a outras leituras espirituais, caminho para a contemplação e comunhão com Deus.
Saiba mais sobre a Lectio Divina clicando aqui!


Regra de São Bento
As monjas do Mosteiro Nossa Senhora da Paz vivem conforme a Regra de São Bento, terceira fonte da espiritualidade beneditina, juntamente com a liturgia e a lectio divina. Foi escrita em latim por São Bento, no início do século VI. Há diversas edições e traduções da Regra ou RB, como é comumente chamada.
Saiba mais sobre a Regra de São Bento clicando aqui!