Publicada no dia 16/07/2012
HOMENAGEM AO IR.PAULO,OBL.OSB
Nesse mês de julho, tivemos a notícia inesperada da páscoa de nosso oblato Irmão Paulo, Carmo Antônio de Freitas, no dia 2, segunda-feira.
Na véspera, havíamos iniciado o nosso retiro anual e recebemos a notícia pela manhã, em mensagem deixada na secretária eletrônica.
Nossa Mestra dos Oblatos, Irmã Maria Letícia e eu fomos ao velório, uma vez que estávamos impossibilitadas de ficarmos para o enterro.
Foi um momento marcante podermos abraçar nossa oblata Irmã Escolástica, Fátima Sena Freitas, sua esposa, e seus filhos, sua mãe e seus familiares! Pairava no ar uma paz e uma serenidade intensas e tudo refletia as virtudes desse nosso tão querido irmão: um grande fervor, uma fé visível e forte, a beleza com que tudo era vivido; a sobrenaturalidade com que era realizado esse momento de oração e de saudade.
Pode-se até dizer que havia no fundo uma alegria verdadeira, de poder oferecer a Deus aquela vida tão fecunda, tão intensamente vivida pela causa do Evangelho, tão evangelizadora e comunicadora dos valores evangélicos; uma vida tão acolhedora, que não cessou de levar muitos para a Santa Igreja que tanto amava.
Só podemos agradecer ao Pai pela vida e pelos exemplos desse nosso irmão, pelo rastro de luz que deixou para todos aqueles que o conheceram; pela sua bondade e generosidade; pelo seu dinamismo e sua vida de oração e de amor pela Palavra de Deus.


Sim, Irmão Paulo, como seu patrono você também pode dizer:
“Combati o bom combate,
terminei a minha carreira,
guardei a fé.
Desde já me está reservada
a coroa da justiça,
que me dará o Senhor, justo Juiz,
naquele Dia.” (2Tm 4,7)

“Sou agradecido para com aquele que me deu força,
Cristo Jesus, nosso Senhor,
que me julgou fiel,
tomando-me para o seu serviço”. (1Tm 1,12)

A Ele a glória pelos séculos dos séculos! Amém!

Que pela intercessão da Nossa Senhora do Carmo (celebrada em 16 de julho, data de seu nascimento) e o exemplo desse nosso irmão, Deus nos ajude, cada dia“a nada absolutamente antepormos a Cristo - que nos conduza juntos para a vida eterna” (RB 72, 11s).


Madre Martha Lúcia Ribeiro Teixeira,OSB