70 anos de profissão monástica de Me.Dorotéia Rondon Amarante,osb

Na Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, nossa Abadessa Emérita e 1ª Abadessa do Mosteiro Nossa Senhora da Paz, Me.Dorotéia Rondon Amarante, osb, completou 70 anos de Profissão Monástica. Expressamos nossa ação de graças na Eucaristia presidida por D.Abade Joaquim de Arruda Zamith,osb. Como homenagem, houve também um recital de órgão com o renomado organista José Luis de Aquino e a apresentação do Coral Masculino Vozes do Brasil (Seminário Maria Mater Ecclesiae), sob a regência de Marcos Júlio Sergl. Me.Dorotéia entrou na Abadia de Santa Maria com 19 anos de idade, em 30 de janeiro de 1936. Filha de D.Aracy Rondon Amarante e Dr. Emanuel Silvestre Amarante e neta do Marechal Rondon, nasceu em Paris, na França. Seus pais retornaram ao Brasil logo depois de seu nascimento. Conviveu com a Madre Fundadora da Abadia de Santa Maria, Me. Gertrudes da Silva Prado,osb, sendo designada por ela para ajudar na fundação do Mosteiro Santa Escolástica, na Argentina, vivendo neste país por quase três anos. Notável artista, foi responsável pelo impulso no trabalho artesanal do Mosteiro. Fez parte do grupo das fundadoras do Mosteiro Nossa Senhora da Paz, sendo designada pela Abadessa da Abadia de Santa Maria, Me. Rosa de Queiroz Ferreira,osb, como Prioresa. Em 1983, quando o Mosteiro foi erigido em Abadia, tornou-se a 1ª Abadessa. Graças a sua dedicação viu a comunidade florescer no trabalho pelo Reino de Deus, através da vocação beneditina